Outubro será uma espécie de “mês-alavanca” deste ano. Não será o mais importante, mas tão pouco será o mais esquecível. O ponto mais forte neste período será a forma como temos lidado com os relacionamentos em geral. As parcerias, os romances, as inimizades. Será que temos concedido espaço para a luz das nossas convicções? Ou será que estamos a todo momento negociando elas para dar vazão ao Outro? É preciso um balanço para que a expressão de Si não perca sua força. E esse é o conselho mais forte para o período.

O mês já começa em reajuste. No dia 02.10, Mercúrio retorna ao movimento direto. O que quer dizer que a sua saúde será aos poucos reestabelecida, melhorando comunicações, negócios, aprendizagens e trocas. O mês de Outubro se trata bastante de como reestabelecer vínculos ou deixar de lado certos canais que já não valem a pena serem mantidos. Coincidência pouca é bobagem, não? Politicamente o clima será instável, já que o regente do Sol do período, a Vênus, estará aflita pela combustão. Isso pode indicar dificuldades para mulheres e para os afetos em geral. É preciso saber escolher bem quais guerras comprar. E não deixar o carinho e o acolhimento se esfarelarem pela dureza dos tempos.

O Céu mais libriano e mais “aéreo”, já que temos Marte em Gêmeos e Saturno em Aquário, será predominante nas três primeiras semanas do mês. Vai intensificar a racionalização e o voo livre de informações. Por isso, é preciso algum cuidado com rumores e dados distorcidos sobre a realidade. Em compensação, ganhamos com trocas mais ligeiras e que podem estimular atividades sociais e intelectuais. Para os signos de Terra será preciso uma dose a mais de paciência. Para os signos de Fogo, um cuidado com a ansiedade. Para os signos de Água, um pedido para não ressentirem demais com as brincadeiras em excesso do entorno. E para os signos de Ar, bom proveito!

A chave vira mesmo na última semana do mês. E de uma vez só. No dia 23.10, tanto Sol quanto Vênus trocam de signo e vão para Escorpião. Lá, vão abraçar as profundezas emocionais, os segredos e algumas conspirações. É uma preparação para o que está por vir em Novembro. A melhor forma de dar o primeiro passo é não renegar a grandeza das emoções que cada pessoa carrega. Por mais “aterrada” ou “superficial” que ela pareça. Antes da virada do mês, Júpiter volta para Peixes. Teremos um segundo carnaval até o final do ano. Um misto de fantasia e guerra. Será preciso sagacidade para dançar nesta corda bamba. Sorte!

Busque ler não só o seu signo solar como também o Ascendente. Para quem for fazer aniversário no período, aconselhamos uma leitura oracular completa com alguém que compreende as técnicas astrológicas em profundidade.

A saúde e a rotina serão assuntos corriqueiros nestas primeiras semanas. Como andam seus exames e a sua organização com a alimentação e os exercícios ou alongamentos? É preciso encontrar formas, na medida do possível, de alinhar a rotina de trabalho com uma rotina voltada para Si. Por vezes, precisamos até abrir mão de eventos mais sociais para favorecer o repouso ou um mesmo consigo.

A maior fragilidade deste mês para Touro será a combustão da Vênus. Os afetos poderão ficar um tanto confusos e difíceis de entender. A comunicação também poderá ficar um pouco tropeça e tendente a ruídos. Paciência neste tema e vá levando como pode, preferindo a harmonia do que cortes abruptos. Lá para o fim do mês, o tema relacionamentos adentrará de vez. As oportunidades ficarão mais abertas para escolher com quem estar e com quem não estar.

Texto por Bruno Ueno
Art da capa por Dapenha